Zambelli confronta Lewandowski: “Para vacinarem meu filho, terão que passar por cima de mim” - JN da Chapada

Por Léo Brasil 19/01/2022 - 18:33 hs
Foto: Redes Sociais

Na tarde desta quarta-feira (19), a deputada federal Carla Zambelli criticou uma decisão tomada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. A declaração foi feita no Twitter.


Mais cedo, Lewandowski decidiu que os Ministérios Públicos Estaduais fiscalizem pais que se recusam a vacinar os filhos contra a Covid-19.


Em ofício aos chefes dos MPs, enviado “com urgência”, o ministro mandou que eles “empreendam as medidas necessárias” para a vacinação das crianças, o que pode incluir, em princípio, aplicação de multa de 3 a 20 salários mínimos, e o dobro em caso de reincidência.


“Levandovisk, para vacinarem meu filho, terão que passar por cima de mim. Meu filho, minhas regras. Seus filhos, suas regras. Mais de 20 mil crianças de zero a 11 tomaram vacinas NÃO AUTORIZADAS, de adultos. É muito GRAVE. Entrei com denúncias e apresentei Projeto de Lei”, disse a deputada na rede social.


Em outro post, Zambelli disse que “ordem inconstitucional não se cumpre”:


“Ordem inconstitucional não se cumpre. Acredite, é mais simples para você do que para mim, que estou no holofote, não tenho mais proteção de cargo há muito tempo, basta ver a quantidade de processos os quais respondo”.


Levandovisk, para vacinarem meu filho, terão que passar por cima de mim.


Meu filho, minhas regras.


Seus filhos, suas regras.


Mais de 20 mil crianças de zero a 11 tomaram vacinas NÃO AUTORIZADAS, de adultos. É muito GRAVE.


Entrei com denúncias e apresentei Projeto de Lei.


— Carla Zambelli (@CarlaZambelli38) January 19, 2022

Ordem inconstitucional não se cumpre. Acredite, é mais simples para você do que para mim, que estou no holofor, não tenho mais proteção de cargo há muito tempo, basta ver a quantidade de processos os quais respondo.


— Carla Zambelli (@CarlaZambelli38) January 19, 2022





Créditos: Gazeta Brasil.